21 de set de 2012

DIA DA ÁRVORE

 


Olha que beleza, aqui na escola Josineide, tem algumas belíssimas árvores. Elas enfeitam a escola com o verde e suas flores amarelas! acho muito importante o cultivo de plantas no ambiente escolar, pois nada mais é que um incentivo as práticas de preservação da NATUREZA.!



No dia 21 de setembro comemoramos o Dia da Árvore, momento para refletir sobre a conservação da natureza e preservação das nossas matas. Árvore que nasce, cresce, se reproduz e morre, ser vivo que só nos traz benefícios, não prejudica, não nos agride. Protege a terra com sua sombra e suas raízes; evapora água, participando do ciclo hidrológico e mantendo o ar úmido; produz oxigênio, necessário a todos os seres vivos. Devemos respeitar a árvore, não só pelo que é em si mesma, mas por ser necessária à nossa própria vida. Quando alguém destrói uma árvore, está destruindo uma fonte de vida no planeta.
                                                                                         POSTADO POR Fátima Tabosa!

Read more: http://rooxblogger.blogspot.com/2011/05/como-colocar-o-botao-do-facebook-no.html#ixzz2CQ4FGo50

1 comentários:

Museu Goeldi disse...

Olá! Você que é estudante ou professor do ensino fundamental e médio, participe do Prêmio Márcio Ayres para Jovens Naturalistas! Inscreva seu trabalho científico e ganhe notebooks, câmeras e vários outros prêmios! O concurso, promovido pelo Museu Paraense Emílio Goeldi e pela Conservação Internacional do Brasil, vai premiar os melhores trabalhos científicos feitos nas categorias Ensino Fundamental e Ensino Médio, com o tema “biodiversidade amazônica”. Mais informações em marte.museu-goeldi.br/marcioayres e premio@museu-goeldi.br. Assista também a websérie Naturalistas do Século XXI e conheça alguns dos vencedores das edições anteriores do PJMA em www.youtube.com/museugoeldi Chame seu professor, mobilize sua escola e todos serão premiados nesse grande encontro com a biodiversidade amazônica!
Escola, divulgue no seu blog e convoque seus alunos!
Atenciosamente,
Equipe do Museu Paraense Emílio Goeldi.

Postar um comentário